CardioChip®

CardioChip® Stroke

Análise de 11 variantes genéticas associadas diretamente ao infarto do miocárdio, angina de peito, e revascularização coronária


CardioChip®

  • Análise das 11 variantes genéticas associadas com o infarto do miocárdio, angina de peito, revascularização coronária
  • A análise de mais de 120 variantes associadas a fatores de risco clássicos que agem como moduladores de risco cardiovascular informação genética
  • Aconselhamento genético personalizado e clínico-bioquímica, tendo em conta o estilo de vida do paciente

A doença cardiovascular

Actualmente para prevenir esta doença, são utilizados marcadores de risco cardiovascular, nos quais se analizam aspectos clínicos e analíticos do paciente (tabaquismo, idade, pressão arterial sistólica, colesterolémia e diabetes), permitindo a classificação da população em diferentes categorias de risco. No entanto, em Espanha  85% dos eventos cardiovasculares, ocorrem em pessoas classificadas como risco baixo ou moderado, pondo em evidência que os factores clínicos e bioquímicos são insuficientes e pouco preditivos para conhecer o risco real.

Portanto, para melhorar a predisposição do risco cardiovascular individual deve ter-se em conta, a constituição genética do paciente, já que esta doença multifactorial depende tanto de factores ambientais, como genéticos.

As novas técnicas de marcação genética permitem procuras exaustivas de marcadores que ajudam a detectar a predisposição para uma doença, e diagnosticar num estado precoce bem como antecipar tratamentos, através da medicina preventiva. Como resultado, ajudamos a aumentar o êxito terapêutico e a qualidade de vida dos pacientes.

Os estudos em grandes populações de doentes cardiovasculares, evidenciaram uma série de polimorfismos genéticos associados ao risco cardiovascular, entre os quais se destaca uma (série de polimorfismos) cuja a associação ao risco cardiovascular, é independente dos factores de risco clássicos.

Laboratorio Echevarne oferece é um serviço de medicina preventiva personalizada que analiza conjuntamente: a informação genética, clínica-bioquímica e os hábitos de vida do paciente, com o fim de determinar de forma precisa e específica, o risco cardiovascular a longo prazo.